Aqui tem uma video de uma boa choregrafia : Démonstration de Maculélê

Présent dans beaucoup de légendes populaires du pays, on dit que c’est d’une bataille opposant un seul indien à toute une tribu ennemie que viennent ces origines. Il a su se battre glorieusement uniquement à l’aide de deux bâtons de bois. Le Maculélê tient ses origines de Bahia et Mestre Popô do Maculélé est une figure importante qui a permis de réhabiliter cet art en 1943 grâce à de nombreuses présentations publiques.

Un peu de lecture :

Maculele.pdf

Une ovation :

Vamos todos a louvar 
A nossa nação brasileira 
Salve Princesa Isabel 
Quem nos livrou de cativeiro

Séquence de chants de Mestre Branco :

Negros Da Catanga De Aruanda

Nós somos negros da catanga de aruanda
à conceição viemos louvar
arandaeee, arandaeeea
nós somos negros da catanga de aruanda
à conceição viemos louvar
arandaeee, arandaeeea

Hoje é dia de nossa senhora

Hoje é dia de nossa senhora
A conceição viemos louvar
A trovoada ronca no mar
Aranda ie ie e, aranda ie ie a

Sou eu maculelê

Sou eu, sou eu, sou eu maculelê, sou eu

E na hora ê, E na hora á

E na hora ê, sou de Angola

Eu vim de Angola

Eu vim de Angola e
Vim de Angola
Vim de Angola e
Eu sou de Angola

Na cabana um guerreiro

Certo dia na cabana um guerreiro
Certo dia na cabana um guerreiro
Foi atacado por uma tribo pra valê
Pegou dois paus, saiu de salto mortal
E gritou pula menino, que eu sou Maculelê
Certo dia na cabana um guerreiro
Certo dia na cabana um guerreiro
Foi atacado por uma tribo pra valê
Pegou dois paus, saiu de salto mortal
E gritou pula menino, que eu sou Maculelê
Ê pula lá que eu pulo cá
Que eu sou Maculelê
Ê pula lá que eu quero vê
Que eu sou Maculelê
Ê pula eu pula você
Que eu sou Maculelê
Ê pula lá que eu quero vê
Que eu sou Maculelê

Boa noite

Boa noite pra quem é de boa noite
Bom dia pra quem é de bom dia
A benção meu papai a benção
Maculelê é o rei da valentia

Tindolélé

Tindolelê auê Cauiza
Tindolelê é sangue real
eu sou filho, eu sou neto de Aruanda
Tindolelê auê Cauiza

Cauiza, de onde é que veio
Eu vim de Angola ê
Maculelê, de onde é que veio
Eu vim de Angola ê
Mestre Popó, de onde é que veio
Eu vim de Angola ê
E o atabaque, de onde é que veio
Eu vim de Angola ê
E o agogô, de onde é que veio
Eu vim de Angola ê

Pega pau, pega facão

Pega pau, pega facão
Paga ai que eu quero ver
E os filhos de Zumbi
Dansando/Lutendo Maculelê